Blog

Novos horizontes: conta de energia pode aumentar antes do esperado

Se você está antenado no mercado de energia do Brasil, lembra que ao final de 2018 as previsões para o preço da energia elétrica caíram, devido à expectativa de chuvas e aos volumes registrados até então.

Infelizmente, os especialistas já começam a falar em revisão dessas possibilidades. Isso porque, as chuvas esperadas para este período, tendo umidade como sua marca característica, não estão se confirmando.

O que acontece é que um dos efeitos que a falta de chuva pode causar é um valor adicional às faturas de energia elétrica de consumidores atendidos pelas Distribuidoras. Esse valor, você já conhece bem: são as chamadas bandeiras tarifárias.

De acordo com matéria no Canal Energia, em consulta ao site do ONS no dia 14 de janeiro, o reservatório equivalente do Sudeste estava em 28,93%. “Quando a gente falava em racionamento, estava em 25%. Por isso o mercado já se manifestou”, destacou Lopes.

Como funcionam as bandeiras tarifárias?

Você deve se lembrar que em outubro de 2018, o Brasil teve um volume de chuvas muito acima do esperado. Com esse fato, a bandeira tarifária mudou de vermelha para amarela, até chegou, em dezembro, na bandeira verde. Esse foi um dos fatores que possibilitou um mínimo controle da inflação. Em dezembro, as previsões eram de que a bandeira verde seria mantida durante muito tempo.

Basicamente, as “bandeiras tarifárias” indicam o custo da energia elétrica no país. O sistema cria uma relação entre o que é pago pelo consumidor e o custo para gerar a energia, ou seja, o custo pago pelas geradoras.

O que acontece é que, quando a demanda de energia é superior ao que as usinas podem produzir, são acionadas as termelétricas para poupar a água dos reservatórios. É justamente essa operação que é repassada mensalmente como custos adicionais da geração de energia.

Mercado Livre de Energia e Geração Solar: alternativas de economia

No Mercado Livre de Energia, ou Ambiente de Contratação Livre, o consumidor com demanda contratada acima de 500 kW é quem define de quem comprará a energia. Além disso, no Mercado Livre de energia não há a incidência de bandeiras tarifárias. Com essa liberdade, porém, vem a responsabilidade de realizar boas escolhas.

A opção pelo tipo de energia passa por três aspectos: os tipos de energia, a quantidade de energia necessária para o negócio e o preço ofertado. Com a união dos fatores da maneira correta, o sistema funciona adequadamente. Saiba mais sobre o Mercado Livre.

Por outro lado, quem já implantou o sistema de geração própria em casa ou na empresa é testemunha de como o retorno financeiro da energia solar é extremamente vantajoso. Isso acontece pois, quando o consumidor passa a gerar parte ou toda a sua demanda de consumo energético, garante uma economia de até 99% na sua conta de luz.

Quem investe em geração solar só sofre a incidência das bandeiras tarifárias no custo de disponibilidade, que é o consumo mínimo que ele tem que utilizar da Distribuidora. Conheça o potencial da energia solar.

Tá precisando de uma força para gerenciar seus custos com energia? Baixe a planilha de consumo e demanda energética e economize!

 

 

Leia mais: