Blog

Contratos longos e curtos? Entenda a compra de energia no Mercado Livre brasileiro

mercado-livre-brasileiro-negociacaoO Ambiente de Contratação Livre (ACL) ou Mercado Livre de Energia, possui muitos benefícios para quem deseja autonomia e liberdade para gerenciar o consumo com a energia elétrica ao redor do mundo.

Mas você sabe como funciona a compra de energia no Mercado Livre brasileiro?

Como todo mercado de comercialização, no Brasil, ele também é rodeado de regras específicas para o seu funcionamento.

Por isso, assim que o consumidor passa a integrar este mercado, toda a transação de compra e venda precisa ser lastreada em formas de contratos com seus fornecedores, para isso é que existem os órgãos reguladores.

Esses registros são feitos junto à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). É dessa forma que são garantidos os direitos e deveres de cada agente dessa relação.

 

Quanto de energia é possível comprar?

 

Não existe uma regra quanto a quantidade de energia que deve ser comprada. Por isso, quando uma empresa faz parte do Mercado Livre de Energia, é necessário que ela possua um estudo detalhado de sua demanda energética. Só assim ela saberá a quantidade que precisará para atender às suas necessidades produtivas.

É desse modo que ela poderá desenhar sua estratégia de compra, optando por contratos curtos ou longos. Ficou confuso? A gente te explica:

 

Contratos curtos: Levando em conta o preço da energia no mercado, em casos de alta, por exemplo, o consumidor poderá optar por um contrato curto, tentando evitar uma compra maior por um preço não atrativo. Assim, ele pode aguardar um pouco mais por melhores oportunidades. Por outro lado, não existem garantias. Também é possível que o preço aumente, por isso é preciso contar com a ajuda de especialistas que o amparem no entendimento do mercado.

 

energia-elétricaContratos longos: Sem um limite máximo de tempo, os contratos longos permitem ao consumidor garantir um bom preço por mais tempo. Contudo, podem acabar “prendendo” o consumidor a um preço enquanto o mercado revela melhores condições.

 

Não é possível dizer qual dos contratos é mais vantajoso. Afinal, a escolha ideal não depende só do preço do mercado. A decisão deverá levar em conta a estratégia que a empresa adota na gestão da sua energia.

Por isso, é muito importante escolher a empresa certa para a representação no mercado livre brasileiro. Leia também: Quem pode ajudar minha empresa a negociar no Mercado Livre de Energia?

Quer conferir mais informações sobre a atuação no Mercado Livre de energia? Baixe nosso infográfico, é gratuito!

 

 

 

Leia mais:

 

Como diminuir o consumo de Energia Elétrica em sua empresa?

Conheça os pré-requisitos para migrar para o Mercado Livre de Energia