Blog

O que a equipe do Bolsonaro já anunciou sobre o mercado de Energia no Brasil?

Desde o dia 01 de janeiro de 2019, a equipe do atual presidente Jair Bolsonaro já anunciou como devem funcionar alguns ministérios e suas respectivas funções. O mercado de energia pode sofrer algumas mudanças nessa gestão.

Para empresários e também os consumidores de energia elétrica no Brasil, entender algumas dessas modificações pode ajudar a preparar um ano mais produtivo e seguro. A equipe de Bolsonaro ainda não está completamente formada, mas continua mantendo uma mesma linha de atuação e com forte presença das Forças Armadas no grupo.

Promessa de menos interferência

Sétimo representante das Forças Armadas a compor o novo governo, o almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior vai comandar o Ministério de Minas e Energia (MME) nos próximos 4 anos. De acordo com matéria publicada no site O Globo, o ministro tem como missão criar um ambiente de confiança e previsibilidade para o setor.

“Creio que o setor energético brasileiro, importante segmento do Ministério de Minas e Energia, precisa, acima de tudo, de um ambiente de confiança e de previsibilidade, tanto para os mercados, quanto para o cidadão consumidor. Esse será meu principal objetivo à frente deste ministério tão importante para o desenvolvimento do Brasil”, diz o ministro.

Definição da secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e algumas incertezas

O engenheiro Márcio Félix, ex-executivo da Petrobras, foi o indicado para assumir a secretaria de Petróleo, Gás natural e biocombustíveis do país. Félix chegou a chefiar a área de óleo e gás durante parte do governo de Michel Temer, quando o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE) comandou o ministério.

Contudo, ainda falta definir quem ocupará outras 3 secretarias do MME: Energia Elétrica, Geologia, Mineração e Transformação Mineral e Planejamento e Desenvolvimento Energético, que são igualmente centrais para compreender os rumos do desenvolvimento Energético do país.

Leilões

High voltage post or High voltage tower

Um dos maiores desafios do novo ministro será a condução dos leilões de energia. De acordo com matéria do Globo, o primeiro passo será conduzir a organização de um megaleilão de petróleo no pré-sal com potencial de arrecadação que chega a R$ 100 bilhões.

Outros dois leilões de óleo e gás estão programados para 2019. É o Ministério de Minas e Energia que vai dizer se as rodadas estão mantidas e decidir tecnicamente cada passo das licitações.

Preço da energia

O que o novo governo fará em relação a energia no Brasil? Confira quais são as principais medidas anunciadas.

Outro desafio para o mercado de energia será o de controlar os valores da conta de luz, que enfrenta uma alta acima da inflação em quase todos os estados há pelo menos 4 anos. De acordo com os especialistas da área, um dos maiores responsáveis por esses preços é o excesso de subsídios no setor elétrico contidos na conta de luz. Nesse sentido, é responsabilidade do MME resolver a questão e encontrar uma solução que segure os aumentos.

Abertura gradual do Mercado de Energia

O projeto de ampliação do Mercado Livre de Energia, diminuindo a quantidade mínima de demanda para a entrada já era um assunto discutido dentro do setor energético, uma vez que no Ambiente de Contratação Livre, os consumidores garantem mais liberdade para comprar a própria energia. Leia outras previsões do setor energético para 2019.

E você, o que pensa sobre as medidas já anunciadas?

Leia mais: