Blog

A gestão energética no processo de transmissão mecânica industrial

A transmissão mecânica é, de forma resumida, o processo pelo qual acontece a transferência de potência e movimento de um motor para outros elementos que compõem uma máquina.

Em um carro, por exemplo, é essa a atividade responsável por transmitir a energia mecânica produzida pelo motor para as rodas do automóvel se movimentarem. 

Por se tratar de transmissão de potência, é muito importante realizar a gestão energética deste processo para observar a existência de perdas de energia que podem impactar na eficiência da atividade.

No ambiente industrial, é possível localizar diversas oportunidades de racionalização do uso da energia e ações como monitorar as atividades e diversificar a matriz energética podem ser implementadas.

Neste artigo iremos abordar as oportunidades de aumentar a eficiência de atividades da transmissão mecânicas nas indústrias. Mas antes, vale entender o que é eficiência energética.

Eficiência energética

De forma simples e resumida, eficiência energética refere-se a uma análise global e criteriosa de toda a atividade industrial com o objetivo de garantir a máxima eficiência dos equipamentos e recursos de forma estratégica.

Na prática, em uma indústria, ações de eficiência energética visam alcançar o máximo desempenho do maquinário, com o menor gasto possível, o conhecido produzir mais, com menos.

Eficiência energética na transmissão mecânica

Como dito anteriormente, transmissão mecânica é um processo muito importante, e os elementos de transmissão são os responsáveis por manter o bom funcionamento e rendimento das máquinas durante a operação industrial.

O acionamento de sistemas mecânicos por meio de motores elétricos pode ser responsável por até 70% da energia consumida em ambientes industriais. Considerando essa porcentagem, imagine o impacto que a utilização eficiente da energia neste contexto pode trazer para a indústria!

Elementos mecânicos

Alguns elementos são prioritários para que um sistema mecânico funcione. Listamos os principais deles abaixo:

– Acoplamentos

– Motoredutores

Redutor de velocidade

– Correias

– Engrenagens

– Cabos de aço

– Polias

– Correntes

– Eixos

– Rolamentos

As ações apresentadas, além de comprometerem a eficiência energética de todo o processo, diminui a vida útil desses elementos ao provocar o surgimento de falhas prematuras que impactam todo o maquinário. Vejamos alguns pontos de melhoria:

Acoplamentos desalinhados

Acoplamentos são elementos responsáveis por conectar dois eixos maquinários, absorver choques e compensar desalinhamentos entre a máquina acionada e componentes do sistema.

No entanto, quando estão desalinhados além do nível permitido, parte da energia mecânica é perdida em forma de vibração, ruído e aquecimento, o que diminui a efetividade do processo.

Uma forma de evitar esse erro é realizar o alinhamento do acoplamento antes da montagem e monitorar de perto seu funcionamento.

Correias mal ajustadas

Semelhante ao que acontece com acoplamentos desalinhados, uma correia dentada não ajustada adequadamente pode gerar vibrações e ruídos excessivos.

Esse tipo de incidente, por provocar intervenção no sincronismo do sistema, impacta consideravelmente na transmissão de energia mecânica.

Lubrificação insuficiente de rolamento

A lubrificação com produtos inadequados ou feita de forma insuficiente pode causar falhas graves nos equipamentos industriais, em especial, em rolamentos e na engrenagem

A aplicação de graxa ou óleo nesses componentes tem como objetivo diminuir a taxa de desgaste, considerando que eles trabalham em constante atrito.

A ausência da lubrificação adequada causa deterioração da peça, assim como a perda da eficiência com o aumento da temperatura dos componentes durante a operação.

Outras ações importantes 

Vale lembrar que as falhas que citamos acima não impactam apenas na eficiência energética da indústria, mas também tornam a operação menos efetiva,isto é, perde-se muito em produtividade. 

Outras ações importantes que devem ser executadas afim de aumentar a eficiência energética da sua produção:

– Aquisição de equipamentos dimensionados exatamente para a aplicação evita a necessidade de realizar ajustes na planta industrial

– Manutenção preventiva nos equipamentos permite verificar a tendência à pequenas falhas

– Monitoramento do funcionamento dos equipamentos, especialmente motores elétricos, através de sensores para identificar sinais de aquecimento e vibrações incomuns

– Contratação de consultoria para analisar pontos de melhoria relacionados ao uso estratégico de energia na indústria

Vantagens da eficiência energética na indústria

A utilização do consumo energético de forma mais consciente e estratégica é um dos temas críticos dos tempos atuais, tendo em vista seu impacto no meio ambiente e na gestão financeira e de recursos.

Ao adotar medidas de eficiência energética, uma indústria:

– contribui para a redução de impactos ambientais gerados pela produção de energia

– aprimora processos internos com a aplicação dessas ações

– reduz custos com energia elétrica quando utiliza fontes alternativas de energia

– estende a vida útil de equipamentos ao identificar e reduzir falhas que impedem seu máximo desempenho

– aumenta o rendimento das atividades ao eliminar perdas de energia durante o processo de produção

Concluindo, a eficiência energética pode levar muitos benefícios para sua indústria, seja no processo de transmissão mecânica e em todas as atividades da cadeia de produção. Informe-se mais sobre esse serviço.

|Conteúdo produzido em parceria com a Acoplast Brasil, empresa que fabrica e comercializa produtos e soluções para transmissão mecânica e monitoramento de ativos há 25 anos.